A difícil arte de Viver - Parte 938457

Sabe quando você nem conhece alguém direito mas pega uma super simpatia pela pessoa, sabe-se lá por quais motivos? E daí, meio sem querer, você vai acompanhando o que acontece com ela, torcendo para que determinadas coisas aconteçam? Isso meio que acontece às vezes comigo, em parte porque eu me importo com sentimentos que eu já vivi, sendo vivenciados por outros.

Eu acho bonito o amor. Sério, eu acredito que todos os relacionamentos são problemáticos, todas as pessoas são insuportáveis quando as conhecemos direito, e o fato de você suportar as neuras de alguém torna tudo ainda mais... intenso. Insuportável, às vezes. Mas intenso.

E sabe, isso não acontece com qualquer um. A gente acha que pode terminar um relacionamento e começar outro com alguém, pensando que terá a mesma intensidade, que terá os mesmos momentos felizes.

Mas não vai rolar.

Pode acontecer alguma coisa legal. Claro que sim. Mas todo mundo que já amou sabe que o amor, aquele, de verdade, de doer no fundo da alma, dependente, só acontece uma vez.

Porque, no final, tudo parece tão ridicularmente pequeno, insignificante, que a única dúvida que paira é tentar descobrir por que não estão juntos.

E poucas vezes a gente tem como voltar atrás.

Run, Davs, run.

...

PS. Eu posso estar extremamente errado com relação a isso e não tenho absolutamente nada a ver, mas quis, de uma galáxia distante, opinar sobre algo que possa estar acontecendo a alguém. Se estiver, me desculpe, de verdade.

*tentando ajudar*

Nenhum comentário:

Postar um comentário