2008 - Ano do Amor?

Em fase de protestos, guerras, disputas políticas e tudo de esquisito que nos faz pensar porque estamos vivendo em um mundo tão frio e violento. Eis que surge uma coisa que nunca esperei acontecer novamente em minha vida:

- AMAR ALGUÉM -

E como mudou minha vida, como é diferente ver o mundo como eu vejo agora, como é esquisito ver que todo o mais é bobagem, toda discussão é apenas palavras jogadas ao vento, e que as melhores coisas são dizer no ouvido da pessoa amada o quanto amamos estar perto e o quanto estamos felizes em saber que pra cada panelinha há uma tampa.

Amanda... Amada... Amada Amanda.

Eu não sei, nem como e nem onde eu fiz uma boa ação pra merecer tamanho presente de Deus. Não é Real. Não... é surreal... como o chocolate que tanto gosto. Como os beijos que tanto gosto de roubar e os olhares que me perseguem, mesmo estando de lado.

E quanto mais tenho... mais quero... sem egoísmo ou posse... quero porque também quero doar o que tenho de melhor... e tenho o feito.

Amo Você minha pequena jóia do nilo.

Amo... mesmo sem compreender o que é amar... mesmo sem saber se é real... ou se é uma brincadeira dos anjos... Amo porque tudo que melhor existe em mim... só apareceu quando você chegou.

Enfim... No me qui tupa!?