IMPOSTOS E EDUCAÇÃO

Vou fugir mais uma vez dos assuntos do blog, mas eu não conseguiria dormir direito se não aproveitasse a audiência gerada pelas profecias de 2012 (impressionante como isso dá ibope) pra divulgar esses dados:

Estamos às vésperas da recriação da CPMF. Tudo porque, segundo o governo, o Congresso votou uma lei orçamentária que aumenta os gastos com a saúde. E pra gastar mais com a saúde precisa de mais dinheiro, disse Lula! Simples matemática, na cabeça dos 60% da população que o reelegeria sem piscar pra um terceiro mandato. O que "escapa" ao Lula e ao "povo" é que o Brasil tem batido recordes de arrecadação, que há dinheiro de sobra até pra pagar a dívida externa, e até mesmo pra inventar um "fundo soberano" de financiamento pra dar uma ajudinha para metrô na Venezuela e ajudar Cuba. Outros projetos já contratados são o de ampliação do metrô de Santiago, do Chile (US$ 182 milhões); usina hidrelétrica de San Francisco, no Equador (R$ 243 milhões); Ruta 10, no Paraguai (R$ 77 milhões); usina hidrelétrica La Vueltosa, na Venezuela (US$ 120 milhões) e Linha 3 do Metrô de Caracas (U$ 107 milhões).', CAPTION, 'Saiba mais', STICKY);" onmouseout="nd();">investidores estrangeiros, ALÉM do fato de que nós, o povo, JÁ pagamos uma das maiores cargas tributárias DO MUNDO. Ou seja, pagamos ao governo como país de primeiro mundo, e recebemos dele um serviço de terceiro mundo. Pra onde vai esse dinheiro? O destino vemos diariamente na TV, nos sucessivos escândalos que acabam em pizza. Ou nos altos salários (e benefícios) dos políticos e assessores, que se matam de trabalhar, de terça a quarta, no Congresso.

No dia 25 de maio pelo menos 25 municípios gaúchos "comemoraram" o Dia da Liberdade de Impostos. A data marca, simbolicamente, quando o brasileiro deixa de pagar impostos. Se desde 1º de janeiro o cidadão trabalhasse exclusivamente para quitar tributos, em 2008 o faria por 148 dias — prazo que terminou em 25/05. Pra conscientizar o cidadão, foram sorteados produtos como TVs 32 polegadas Widescreen, que só em tributos adicionam R$ 1.000 ao preço final de CADA APARELHO. E foram vendidos itens com o preço SEM imposto. Vejam só:

Produto ------- Preço com imposto (R$) Preço sem imposto (R$)

Gasolina ------- 2,50 ------------------ 1,25

Cesta Básica --- 97,80 ----------------- 68,46

TV 20" --------- 439,00 ---------------- 259,00

Ford Ka -------- 21.625 ---------------- 13.100

Computador ----- 998,00 ---------------- 622,00



O que estamos reivindicando aqui? Que o brasileiro deixe de pagar produtos com impostos? Isso seria ingênuo. Desde a antiguidade que os governos se sustentam assim (Roma que o diga). Mas dêem uma BOA olhada na fatia abocanhada pelos impostos e pense: Você não devia merecer mais do governo?

Você tem segurança garantida pelo Estado? Você se sente seguro ao sair de casa?

Você tem saúde garantida pelo Estado? Paga plano de saúde?

Você tem educação garantida pelo Estado? Sua educação foi pública ou privada?

Você vê assistência aos desamparados vinda do Estado?

Tudo isso são OBRIGAÇÕES DO ESTADO, garantidas na Constituição.

Puxa, mas aí eu quero demais, não? Um país de dimensões continentais exige muito tempo e dinheiro pra corrigir distorções históricas, não? Certo... e estamos caminhando muito bem em direção ao progresso, com coisas como o aumento de 91% no salário dos deputados federais (que desencadeou um efeito cascata pra todos os outros cargos de políticos e de outros poderes), cartões corporativos e políticas que favorecem banqueiros, como manter a 6 bilhões de lucro LÍQUIDO em 2007, agradece.');" onmouseout="nd();">maior taxa de juros do mundo numa economia que JÁ é próspera com essa pedra nas costas, e que tem tudo pra decolar sem ela. Saneamento, educação, saúde? Iiihhh, não tem dinheiro... vamos precisar de um novo imposto pra isso...

Sei que muitos aqui não gostam quando enveredo pela política, especialmente pra falar do carismático Lula (começam logo as comparações com FHC). Mas "Sair da Matrix" (se isso é possível) envolve muito mais do que estar atento para o espiritual, ou para profecias ou catástrofes. Mais importante que se preocupar com a vinda dos OVNIs ou de Jesus é atentar para o que é feito de NOSSO País, do NOSSO povo, do que Deus confiou como NOSSA "casa" temporária. Todos nós, brasileiros, temos participação no futuro do Brasil, seja de forma voluntária ou omissa. Esse é o nosso karma coletivo, e não adianta apenas pagar seu imposto e achar que já fez tudo o que podia pelo Brasil, quando a maioria das pessoas ao seu redor ainda estão "anestesiadas" com tanta corrupção, e conformadas com o fato de que "tudo aqui é bagunçado mesmo, não adianta reclamar, vou anular meu voto", etc, etc.

Assistam MESMO o documentário de Michael Moore Sicko, que mostra que o descaso para com os direitos básicos do cidadão não é exclusividade só de países de 3º mundo, mas que também mostra que em muitos outros países o Estado FUNCIONA, amparando seus cidadãos GRATUITAMENTE. Na Inglaterra a pessoa que vai ao hospital recebe o atendimento e os medicamentos de graça, e ainda existe um guichê que lhe dá o dinheiro da passagem de volta pra casa, caso não tenha dinheiro. E lá a carga tributária é menor que a do Brasil. Na França há um doutor que vai de carro até sua casa, em casos de emergência. Quanto ele cobra? Nada. Saúde é um direito do cidadão, e ele JÁ paga isso nos impostos (que são maiores que os do Brasil, mas aqui o serviço até que é parecido, né?). Já os EUA gastam trilhões anualmente com bombas pra jogar no Iraque, mas o cidadão norte-americano não tem direito a um atendimento digno no sistema público de saúde (especialmente se for negro e pobre), tendo que se submeter (assim como nós) à ditadura dos planos privados de saúde. Então não é questão de dinheiro, e sim de VONTADE dos governantes e EDUCAÇÃO do povo em conscientizar-se e reivindicar seus direitos.

Um comentário: